Os dez dias de Arrependimento!

Os Dez Dias de Arrependimento ou Aseret Yemei Teshuvá,  após  Rosh Hashaná,  temos Dez Dias de Retorno a D’us, clamamos por perdão. Confessamos nossos pecados, de nossos familiares, esposo(a), filhos, pais, irmãos, amigos, vizinhos,  pecados  da cidade em que moramos. Pecados de nossa nação e de outros povos também!

Quando o profeta Isaías diz a nação judaica a se arrepender de seus pecados, ele diz: “Buscai a D’us enquanto Ele pode ser encontrado. Ligue para Ele, converse com Ele, neste momentos em que as portas do céu estão  abertas, enquanto  Ele está  perto.

Os Dez Dias de Arrependimento

Quando é isso?”

Os sábios dizem que este versículo se refere a estes dez dias, quando D’us se encontra especialmente perto de nós.

Os sábios descrevem esse período como um tempo em que D’us diz:… “as portas do céu estão abertas, e Vou ouvir suas orações”.

Maimonides explica:

Mesmo que o arrependimento e o grito para D’us sejam sempre oportunos. Durante os dez dias de Rosh Hashanah até Yom Kippur, são extremamente apropriados e aceitos imediatamente por nosso D’us dos altos céus.

Por estas razões”, continua Maimonides, “é costume nestes dias  todo o Israel se dedicar profusamente a caridade, realizar muitas boas ações. E ser ocuparem com a observância dos mandamentos de D’us! No período de Rosh Hashaná até Yom Kippur em maior medida do que durante o restante do ano.”

E assim  devemos nos santificar, nos preparando para  Yom kipur, identificarmos onde erramos. Percebermos nossas más ações e fraquezas e corrigirmos em arrependimento para nosso D’us.

 

Bendito seja D’us!

Foto cedida por Naomi Lev  via Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *