Benefícios da meditação para cérebro e emoções!

Meditação, muitos são os benefícios da prática diária da meditação através da respiração e posterior oração meditativa e conexão com o  Criador. A meditação foi considerada eficaz para tratar ansiedade e depressão como droga antidepressiva…Os dados aqui apresentados provêm de teses de doutorado, pesquisas diversas em hospitais e artigos randomizados, testados em seres humanos. Todos com suas referidas fontes.

A prática da meditação consciente

Funciona se tomássemos uma multivitaminas, um complexo de vitaminas   importante para o nosso cérebro. É bom tomar todo o dia. Mas um dos benefícios mais significativos para nós, seria o aumento considerável da massa cinzenta do cérebro, aumentando a memória, aprendizagem , a capacidade cognitiva. Principalmente para todos nós que adentramos a fase crítica da idade ou dos mais jovens cuja massa cinzenta ainda está em formação…Reduz o estresse e a ansiedade em geral, diminuem a depressão, ajudam a regular o humor e transtornos de ansiedade, ajuda a reduzir os sintomas do transtorno de pânico…dentre outros…

Benefícios da meditação para cérebro e emoções

A meditação aumenta a concentração de matéria cinzenta no cérebro

Um grupo de neurocientistas de Harvard realizou um experimento onde 16 pessoas foram submetidas a um curso de atenção de oito semanas, usando meditações guiadas e integração de atenção plena nas atividades cotidianas. Os resultados foram relatados por Sara Lazar , PhD. No final, as varreduras de ressonância magnética mostram que a concentração da matéria cinzenta aumenta nas áreas do cérebro envolvidas na aprendizagem e memória, regulando as emoções, o senso de si e a perspectiva.
Outros estudos também mostram um maior volume hipocampo e frontal de matéria cinzenta para meditadores de longo prazo.

Fontes: Pesquisa em Psiquiatria , Neuroimagem , ScienceDirect

As práticas de atenção mental diminuem a depressão

Em um estudo realizado em cinco escolas de ensino médio na Bélgica, envolvendo cerca de 400 estudantes (13 a 20 anos), o professor Filip Raes conclui que:  “Os alunos que seguem um programa de atenção mental em sala de aula reduzem as indicações de depressão, ansiedade e estresse até seis meses depois. Além disso, esses alunos eram menos propensos a desenvolver sintomas pronunciados de depressão “.
Outro estudo, da Universidade da Califórnia, realizado com pacientes com depressão passada…Concluiu que a meditação consciente diminui o pensamento ruminativo e as crenças disfuncionais.
Outra conclusão conclui que a meditação consciente pode ser efetiva para tratar a depressão em um grau semelhante à terapia com drogas antidepressivas “.
Fontes: ScienceDaily , Link Springer , Jama Network

A meditação consciente ajuda a tratar a depressão nas mães grávidas de alto risco.

As mulheres grávidas de alto risco que participaram de um treinamento de yoga de dez semanas de conscientização verificaram reduções significativas nos sintomas depressivos. De acordo com um estudo de viabilidade piloto do University of Michigan Health System . A mãe  também mostrou ligação mais intensa aos bebês no útero. Os resultados foram publicados em Terapias Complementares na Prática Clínica .
Fonte: Medical News Today

As práticas de meditação ajudam a regular o humor e transtornos de ansiedade

Esta é também a conclusão de mais de 20 estudos controlados randomizados, tirados de PubMed, PsycInfo e Cochrane Databases…Envolvendo as técnicas de Meditação, Oração Meditativa, Yoga, Resposta de Relaxamento.
Outra pesquisa conclui que a meditação consciente pode ser eficaz para tratar a ansiedade em um grau semelhante à terapia com drogas antidepressivas .

Fonte: The Journal of Alternative and Complementary Medicine , Jama Network

A meditação foi considerada eficaz para tratar ansiedade e depressão como droga antidepressiva…

 

A meditação reduz o estresse e a ansiedade em geral

Um estudo da Universidade de Wisconsin-Madison indica que a prática de “Meditação de Monitoramento Aberto” (como Vipassana). Reduz a densidade de matéria cinzenta em áreas do cérebro relacionadas à ansiedade e ao estresse.Os meditadores foram mais capazes de “atender momento a momento ao fluxo de estímulos a que estão expostos e menos propensos a” ficar presos “em qualquer estímulo. ”
A “Meditação de Monitoramento Aberto” envolve o monitoramento não-reativo do conteúdo da experiência de momento a momento. Principalmente como um meio para reconhecer a natureza dos padrões emocionais e cognitivos.
Existem outros estudos, para os quais simplesmente apresento o link abaixo, para evitar a repetição.
Fontes: NCBI , Wiley Online Library , The American Journal of Psychiatry ;

Fontes:  ScienceDirect , American Psychological Association , American Psychosomtic Medicine Journal , Medical News Today

A meditação ajuda a reduzir os sintomas do transtorno de pânico

Em uma pesquisa publicada no American Journal of Psychiatry, 22 pacientes diagnosticados com transtorno de ansiedade ou transtorno de pânico. Foram submetidos a 3 meses de treinamento de meditação e relaxamento. Como resultado, para 20 desses pacientes, os efeitos do pânico e da ansiedade diminuíram substancialmente e as alterações foram mantidas no seguimento.

Fonte: American Journal of Psychiatry

A meditação melhora agudamente a vigilância psicomotora e pode diminuir a necessidade do sono

Em uma pesquisa realizada pela Universidade de Kentucky , os participantes foram testados em quatro condições diferentes: Controle (C), Nap (N), Meditação (M) e privação do sono mais meditação. Não foram meditadores, meditadores novatos e meditadores experientes parte do experimento. Os resultados sugerem que:

A meditação fornece pelo menos uma melhoria de desempenho a curto prazo mesmo em meditadores novatos. Em meditadores de longo prazo, várias horas gastas em meditação estão associadas a uma diminuição significativa no tempo de sono total. Quando comparada com a idade e sexo controles combinados que não meditaram. Se a meditação pode realmente substituir uma parcela do sono ou pagar a dívida, a dívida está sendo investigada.

Fontes: NCBI , DoctorsOnTM , Time Magazine

A meditação a longo prazo melhora a capacidade de gerar ondas gama no cérebro

Em um estudo com monges budistas tibetanas, conduzido pelo neurocientista Richard Davidson da Universidade de Wisconsin , descobriu-se que os meditadores novatos ” mostraram um ligeiro aumento na atividade gama. Mas a maioria dos monges mostrou aumentos extremamente grandes de um tipo que nunca foi relatado antes na literatura sobre neurociências “.
Fonte: The Wall Street Journal

A meditação ajuda a reduzir o abuso de álcool e substâncias.

Três estudos realizados com meditação Vipassana em populações encarceradas sugeriram que isso pode ajudar a reduzir o abuso de álcool e substâncias.

Fonte: Jornal de Medicina Alternativa e Complementar

Traduzido para estudos e aplicações do site, autorizado:

76 Scientific Benefits of Meditation | Live and Dare

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *