Alzheimer ou Diabetes tipo 3 e alimentação cetogênica!

Alzheimer ou Diabetes tipo 3  e alimentação cetogênica! Não ter coisa pior na vida,  do que ver um ente querido  sofrer, e lutar contra esta famigerada doença. E parte de nossa vida foi ver a minha mamãe lutar contra ela, portadora de Alzheimer até o fim de seus dias, ao todo cerca de 17 anos. Nem precisamos dizer o quanto isso assusta. Ainda hoje estive com minha irmã mais nova, e este é o seu terror e temor na vida.

E estamos começando a falar sobre o quanto a alimentação cetogênica e um estilo de vida preventivo  combate esta doença tenebrosa. E assim estamos aqui, para falar que muitos anos atrás estivemos buscando ajuda para nossa mamãe. E encontramos a ponta do iceberg, o  óleo de coco, que retarda este mal. Mas infelizmente, minha mamãe já estava debilitada e não foi possível ajudá-la.

Entretanto, atualmente tudo evoluiu neste campo. E já é reconhecido pelos médicos em sites randomizados, ou seja que já passaram por teste e avaliação de que um alimentação cetogênica para fins terapêuticos, aliado a aplicação medicamentosa para o caso e adotada como um estilo de vida  tem feito verdadeiros milagres.

Altos níveis de açúcar no corpo, também circulam na corrente sanguínea, açúcar no cérebro. E assim desencadeia uma resistência a insulina, e com esta resistência e chegando mais açúcares e carboidratos tem causado a morte das células cerebrais de fome…

Alzheimer ou Diabetes tipo 3 e a insensibilidade insulina.

O cérebro é  órgão que consome 20-25 de energia que o corpo produz! E assim com o consumo de carboidratos a longo prazo, o corpo acaba adquirindo resistência a insulina. E uma vez isso ocorrendo, a pessoa, adquire diabetes. E atualmente o  Alzheimer é considerada uma diabetes do tipo 3, e uma vez que o corpo não reconhece a glicose como fonte de energia através da insulina, o cérebro começa a passar fome. E assim, o Alzheimer é caracterizado pela morte das células cerebrais por fome.

Alzheimer ou Diabetes tipo 3..

E alimentação cetogênica entra forçando o corpo a processar as gorduras estocadas e produzir a fonte verdadeiramente original de energia, conhecida como corpos cetônicos. Lembrando que nosso corpo originalmente foi criado para retirar a energia dos corpos cetônicos. Mas com o advento da facilidade de produtos a base de carboidratos e com o incentivo e propaganda da industria alimentícia, o povo acabou por aderir a esta facilidade. E com isso tem gerado ao longo de décadas o advento da obesidade, diabetes. As doenças de Alzheimer e demência, assim como esclerose múltipla, doenças crônicas e as degenerativas! Alimentando outrossim também o câncer.

Resumindo, ao reduzirmos o consumo de carboidratos, forçamos ao corpo a entrar em estado de cetose. E tirar seu combustível dos corpos cetônicos, que são produzidos a partir das gorduras estocadas.

Por que  alimentação cetogênica é benéfica e preventiva?

Para os portadores e para quem quer ter ação preventiva, contra o Alzheimer ou Diabetes tipo 3.

1- O princípio da alimentação cetogênica é deixar o corpo em estado de cetose, ou seja, pela quase ausência de carboidratos.

2- O estado de cetose, ocorre quando o cérebro não encontrando carboidrato farto, pela ingestão de pães, massas, grãos, lactose proveniente do leite. Também os derivados industrializados, açúcares. Sem glicose fácil, o cérebro fica em estado de cetose. Ou seja ele ter´[a que buscar outro caminho para gerar energia para que funcione.

3-E assim, terá que produzir corpos cetônicos a partir das gorduras estocadas. E a primeira fonte de energia que o corpo buscará, pelo fígado será as que se encontrarem nas proximidades do mesmo.

4- Além do que o cérebro utiliza os corpos cetônicos são usados como fonte de energia par ao cérebro.

Nos mudamos….

Para nunca ter que lidar com esta falta de saúde extrema o Alzheimer, como também câncer, diabetes, mudamos nosso estilo alimentar desde o dia 23 de outubro de 2017, para alimentação de verdade. Antes tarde do que nunca.

Comemos alimentos de verdade, como carnes, gorduras animais, castanhas, coco, abacate, substituímos os pães e bolos por ovos; E também deletamos o açúcar doces e derivados de nossa vida. Deixamos a margarina, óleos vegetais. Usamos o azeite, manteiga, ou manteiga de garrafa, conhecida como manteiga gee, banha de galinha e óleo de coco para dar sabor aos alimentos. Deletamos o leite, lactose. Consumimos requeijão e creme de leite, queijo mussarela e queijos em geral com moderação;

Consumo moderado de vegetais verdes, folhosas verdes, como alface, repolho, acelga e tomates, pepinos, todos com baixo índice de carboidrato;

Limitar o consumo de carboidrato no sangue, em torno de 20 g, mas para você que está começando pode tentar consumir em torno de 50 g por dia;

Reduzir a resistência a insulina, reduzindo o consumo de  carboidrato, para que o corpo passe a produzir outra fonte de energia conhecida como corpos cetônicos, a partir da gordura estocada;

Retirar os carboidratos refinados, pouco nutritivo que fortalece e induz a resistência a insulina;

Atividades físicas, como até levantar peso do seu corpo, ajudando assim, efeito sinérgico;

Consumo do óleo de coco, ou suplemento TCM

Aprecie conhecer como tudo começou e nossos resultados…

Começar  reduzindo os açúcares e massas

Açúcar e pães, plano de doze dias para deixar de consumir!

 

Começando com alimentação Low carb, baixo consumo gradual de carboidrato para o organismo começar a se acostumar…

Por que aderimos alimentação Low Carb?

 

E assim depois de 10 dias, adaptamos a nossa vida a alimentação cetogênica.

 

Como começamos alimentação cetogênica?

 

Alimentação cetogênica para perder peso rápido!

 

Que D’us abençoe sua mudança trazendo mais saúde para te e família.

Foto https://medicareworld.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *